Em tempos de crise, infelizmente, são comuns as notícias sobre empresas que fecharam as portas. A dificuldade em dar conta de saldar as dívidas e a impossibilidade de suportar os encargos da atividade estão entre as principais causas que afetam, principalmente, as pequenas e microempresas.

Uma medida que irá permitir o reequilíbrio financeiro do seu negócio é a administração dos seus passivos, como dívidas bancárias e tributárias. Confira as dicas abaixo:

 

Uma medida que irá permitir o reequilíbrio financeiro do seu negócio é a administração dos seus passivos, como dívidas bancárias e tributárias.

Administração de dívidas bancárias:

Se você tem alguma dívida bancária, fique atento! São inúmeras as ilegalidades praticadas pelas Instituições Financeiras, como taxas de juros abusivas, comissão de permanência cumulada com outras penalidades moratórias, tarifas ilegais dentre outras coisas. Uma assessoria jurídica neste ponto é fundamental, poissomente com o ajuizamento da correta demanda bancária consegue-se renegociar dívidas em condições exequíveis para o empresário, sobretudo dentro da conjuntura atual.

Administração de dívidas tributárias

A recessão econômica afeta diretamente na arrecadação pública, que vem caindo a cada mês. Este fato tem feito com que as Fazendas (Federal, Estadual e Municipal) se voltem contra o meio empresarial, buscando, a qualquer custo, a cobrança de seus créditos.

Numa tentativa desesperada de arrecadação, os Fiscos vêm atropelando direitos e garantias de seus contribuintes, exacerbando em pedidos de penhora, arrolamentos e desconsideração de personalidade jurídica, colocando em risco, inclusive, o patrimônio pessoal dos sócios das pessoas jurídicas.

A importância de uma assessoria jurídica na administração de passivos

A economia brasileira segue instável em meio a incertezas políticas e desequilíbrio fiscal. Procurar uma assessoria jurídica para a administração de passivos é uma iniciativa que pode evitar o processo de falência. Ao contratar este tipo de assessoria, atente-se para que ela atenda aos três pilares a seguir:

a) Preservação da atividade empresarial:

Através de medidas judiciais busca-se evitar a determinação de penhoras que recaiam sobre o patrimônio operacional da empresa bem como sobre suas contas;

b) Retomada do equilíbrio do fluxo de caixa:

Com o ajuizamento de demandas judiciais objetiva-se alongar o pagamento de dívidas bancárias de modo a permitir que o fluxo de caixa da empresa suporte todas as obrigações;

c) Proteção dos bens dos sócios:

Diante da crescente virulência observada nas execuções fiscais, o sócio precisa de um planejamento que lhe permita salvaguardar os bens conquistados ao longo dos anos, sem que fiquem expostos durante esse período de turbulência econômica.

É fundamental uma análise minuciosa a ser realizada por profissionais habilitados e experientes antes da tomada de uma decisão que envolve o futuro do seu negócio e seu patrimônio.

 

Com expertise alcançada ao longo de anos de assessoria jurídica empresarial, a Sefair & Nascimento Advogados criou um núcleo exclusivo para atendimento a clientes interessados na gestão de passivos. Faça contato e agende uma visita através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone (32) 3217-1981.

Últimas Notícias

home bannes

Notícias

Juiz de Fora: Rua Olegário Maciel, 770 – Santa Helena - Juiz de Fora • MG • CEP: 36015-350 • Tel: 32 3217-1981

Email: snadv@snadv.com.br

www.snadv.com.br